Page 11 - 100 anos Vassouras_Livro digital Interativo
P. 11

ao longo do século 19, os trabalhos   Pioneirismo à moDa francesa • Os estudos do francês
                     de alguns militares da Marinha,    Emmanuel Liais formaram as bases da previsão do tempo. Seus trabalhos
                     como Albin-Reine Roussin (1781-    também foram importantes no processo de determinação de latitudes e lon-
                     1854) e Amédée Mouchez (1821-      gitudes. Liais fundou a Sociedade de Ciências Naturais e Matemáticas de
                     1892). E, em especial, os trabalhos   Cherburgo, na França, e, em 1858, foi enviado ao Brasil no âmbito de uma mis-
                     do astrônomo francês Emmanuel      são científica para observação de um eclipse solar. Os resultados, elogiados
                     Liais (1826-1900), do Observatório   pela comunidade científica, motivaram o imperador Dom Pedro II a solicitar
                     de Paris.                          ao governo francês sua permanência no Brasil. Liais então explorou a costa
                        Liais veio ao Brasil para observar   de Pernambuco, assim como o rio das Velhas e o rio São Francisco – produ-
                     um eclipse e participar de expedições   zindo trabalhos de cartografia para o estudo de melhoramentos dos portos
                     custeadas pelo governo brasileiro   de Recife e Tamandaré. Mas o pesquisador não deixou de lado a astronomia.
                     (ver ‘Pioneirismo à moda francesa’).   Em 1870, foi nomeado para remodelar o Imperial Observatório. Porém, acabou
                     Em 1870, foi convidado para dirigir   por se envolver em disputas políticas com funcionários da instituição, o que
                     o  Imperial  Observatório,  função  que   resultou em uma crise amplamente divulgada pelos jornais da época. Liais, à
                     exerceu até 1881. Conta-se que, já por   época ocupando um cargo de direção, defendeu insistentemente os pedidos
                     aqueles anos, ele sugeriu a instalação   de aumento de verba para o observatório; para a contratação de pessoal;
                     de um observatório magnético no es-  e para a transferência das instalações para um local mais apropriado. Isso
                     tado do Rio de Janeiro – que teria sido   gerou atritos e desgastes. E, em 1881, o cientista retorna à França.
                     o primeiro observatório do gênero
                     da América Latina. Mas sua tentativa
                     não logrou êxito, e Liais retornou à França. O primeiro local  onde foram
                     realizadas observações magnéticas em terras brasileiras mais sistemati-
                     camente só foi criado em 1882, no próprio Morro do Castelo. A data era
                     significativa: se tratava, afinal, do Primeiro Ano Polar Internacional.
                        Outro personagem merece destaque na história do geomagnetismo
                     em nosso país: é o holandês Elie Van Rijckevorsel (1845-1928), que esteve
                     no Brasil entre 1881 e 1885. Cientista, viajante, aventureiro e colecionador
                     de artefatos etnográficos (ver ‘Um aventureiro nos trópicos’), ele percor-
                     reu o país e fez diversas medições, estabelecendo um conjunto de estações
                     magnéticas fixas que poderiam ser periodicamente visitadas para fins de
                     pesquisa. Foi assim que ele realizou, naquele período, o primeiro grande
                     levantamento magnético do território brasileiro.
                        Mais tarde, entre 1903 e 1904,
                     mais um levantamento foi feito por  um aventureiro nos tróPicos • Além de suas diversas
                     um órgão do Ministério da Marinha,   jornadas exploratórias, Elie Van Rijckevorsel, nascido em Roterdã (Holanda),
                     com objetivos relacionados a demar-  também estudou métodos para determinar o coeficiente de condutividade
                     cações territoriais, principalmente.  de calor em metais. Em seguida, partiu para as Índias Orientais Holandesas,
                        Entre 1910 e 1911, o astrônomo   onde dedicou-se a observações meteorológicas. Além de ter reunido valiosos
                     brasileiro  Domingos  Fernandes  da   dados científicos, coletou uma grande coleção de roupas indianas, tecidos
                     Costa (1882-1956) empreendeu o que   preciosos e armas. Após suas viagens e aventuras, ele se concentrou em
                     chamou de Levantamento Magnético   questões sociais e culturais, e o material que coletara acabou formando o
                     do Vale do rio São Francisco (ver ‘Im-  acervo do antigo Museu de Etnologia, hoje conhecido como Museu do Mundo,
                     portante legado’). Sua ideia era refa-  na Holanda. Rijckevorsel também participou da criação da Fundação Erasmus,
                     zer o itinerário que Van Rijckevorsel   em Roterdã, com o objetivo de promover as artes, a educação e a ciência.


                                                                                                            11
   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16